Itinerário de Pâtisséries dia 01 – Paris

Look at the official start of the Creators Summit NY

Paris é um dos amores da minha vida. Em 2008, morei lá. Era au pair – ou all poor –, que é aquele tipo de intercâmbio em que você estuda um idioma estrangeiro e cuida de criancinhas fofinhas, ou não. Paris é apaixonante para todos – menos para os que sofrem alguma grosseria de algum parisiense.
00 Paris01 Paris
Não voltava pra lá desde então. Lá fui eu, pra Paris, cinco anos depois, com um pouco mais de dinheiro e FOME por doces. Fui com apenas um objetivo: comer doces e tomar chá. Puxa, que objetivo ruim, né! Tracei 5 dias de itinerário, passando por algumas das principais e melhores pâtisseries de Paris, da França e – ouso dizer – mundo!
Para situar vocês, esse foi o começo de uma viagem chamada Caminho do Chá. Foi uma viagem de pesquisa sobre chás, que durou 9 meses pelo mundo afora (Europa, Ásia e África). O resultado é uma casa de chás com chás, doces e pães dos quatro cantos do planeta. Está quase pronta pra abrir! Leia mais aqui.
03 Dani at Ninguo China

Essa sou eu colhendo chá verde selvagem em Ningguo, no interior da China.  Essa foi uma das três plantações de chá em que trabalhei nessa jornada. Durante os nove meses de viagem, tive o lado mais roots e o lado mais fancy, que foram as semanas que passei peregrinando por confeitarias e casas de chá em Paris e em Londres.

Inspiração é o que fui buscar e o que encontrei em Paris. (Sacanagem, estou escrevendo esse post às 6:55 de um sábado, antes de tomar café da manhã). Antes de ir, pesquisei termos como “melhores pâtisseries de Paris”, “melhor brioche de Paris”, “melhores casas de chá em Paris”. Mas pesquisei em francês. Então, a quantidade de resultados foi incrível, linda e abriu meu apetite – por comer e por viajar. <3
Agora conto pra vocês como foram esses meus dias maravilhosos. Pequeno lembrete: não faça seu roteiro gastronômico em agosto. Muitos lugares fecham em Paris. É verão, 35ºC, 40ºC, todo mundo vai pra praia. E eu, ali, tomando chá quente. Tudo pelo amor à profissão!
04 Agosto em Paris
“O salão de chá Queen Anne fechará de sábado, 13 de julho, a domingo, 25 de agosto. Reabertura na terça-feira, 27 de agosto.” 
Outro detalhe: prepare seu bolso. Não é novidade dizer que os doces de Paris são caros para nós , brasileiros que ganham em real. Masss, os chás acompanham essa moda chicarésima.
Dia 1 (Região do Jardim de Luxemburgo, quartier latin)
Distância: entre 5km e 6,5km, dependendo da estação de metrô em que você parar
M: Para chegar, venha até o metrô Saint–Michel, ou Cluny- La Sorbonne, ou Hôtel de Ville (se parar nesse, você vai cruzar com a catedral de Notre Dame no caminho <3)
06 Itinerario Paris Dia 1
Descrição: Aqui está a trajetória que você vai fazer nesse itinerário. Vem comigo! Você também pode abrir o mapa no google aqui.
1ª Parada: DALLOYAU
Começo o dia passando pelo meu parque favorito em Paris: o Jardim de Luxemburgo. Adoro as cadeirinhas espalhada pelo parque – especialmente as cadeiras inclinadas, raríssimas de encontrar. A Dalloyau foi a primeira parada (2, place Edmond Rostand). Comi uma tradicional torta Ópera e tomei um Earl Grey da marca Dammann Frères.
07 Dalloyau Torta e Cha
O chá era delicioso. O Earl Grey é um blend muito popular do nosso lado do mundo. Cada marca tem sua receita de Earl Grey. Mas a receita básica é diferentes tipos de chás pretos e aroma de bergamota. O Earl Grey da Dammann é uma delícia. A base de chás pretos com um sabor bem completo, com o amarguinho do chá preto bem equilibrado, levemente adocicado. E, no retrogosto, o sutil sabor da bergamota.
Agora, a Opera! Uh-la-la! Você sabia que essa tradicional torta francesa foi criada por essa confeitaria? (Ou pelo menos, é o que eles dizem! Hehe) É uma criação de 1955. É claro que os caras são experts em fazer a receita! A torta era incrível. Camadas de: biscuit, creme de café, biscuit, ganache, biscuit, creme de café et chocolat. Amo tortas Óperas, com todas as suas camadas. Quando como doces com camadas, gosto de fazer o seguinte exercício: ir mordendo a torta bem devagar, com meus dentes rompendo cada uma da camada. A cada camada, me concentro no sabor, na consistência. Depois de provar todos os “andares” juntos, provo o sabor de cada uma das camadas separadamente. No caso da Ópera, essa parte é difícil, porque as camadas são beeem fininhas! Mas você pode conseguir com um palito de dente! Haha
08 Dalloyau Meu Diario 01

Meu diário de viagem! <3 Sou praticamente uma desenhista.

09 Dalloyau Meu Diario 02

Veja meu lindo desenho para entender melhor a deliciosidade das camadas intercaladas. Detalhe pro comentário da pessoa sofrendo com os 40ºC de Paris “O chá é bem bom, mas deve ficar ainda melhor no inverno.” haha 

Essa deliciosa torta tem uma mistura de consistências diferentes. A perfeita combinação entre o amargor do café e do chocolate com o doce do biscuit e do creme de café. Não só o sabor era uma delícia. A apresentação também merece parabéns! Achei as louças lindas. As vitrines eram de babar, como todas as vitrines de doces de Paris. <3 Doce €7. Chá: €6,70. Total à payer : €13,70.
10 Dalloyau Xicara e Bule
2ª Parada: SADAHARU AOKI
Cruzei o Jardim de Luxemburgo, dei um oizinho pras estátuas, suspirei e saí pela porta dos fundos do jardim, que era a próxima rua do meu itinerário. Sadaharu Aoki (35, rue Du Vaugirard). É uma pâtisserie japonesa para comprar no balcão, sem lugar pra sentar. Depois de comer uma Ópera, pedi outra… Ópera! Massss, essa tinha chá verde (matcha, aquele chá japonês em pó, lindo e delicioso, ótimo para cozinhar) no lugar do café! Uauuu!
11 Sadaharu Expositor

Não me deixaram tirar foto dentro da loja. Mas, nessas horas eu finjo que não falo francês nem inglês, e respondo tudo em português. 😉 Uma fotinho não mata, vai! Olha o merchan aqui, senhorinha!

Notei diferença no biscuit, que nessa pâtisserie estava mais para um pãozinho de ló. Essa troca diminuiu um pouco da sensação de diferentes consistências, porque tirou a crocância da torta. Ainda assim: INCROYABLE! Trocar o café pelo matcha foi uma decisão que deu certo. Eu sou meio suspeita para falar sobre doces e comidas que levam chá (porque amo e faço comidas com chá!). Mas estava mesmo uma delícia. Pena que a atendente não era muito simpática.
12 Sadaharu Opera de Matcha

Tive que tirar a foto do meu doce fora da loja, dentro da caixinha, apoiada em uma janela, no meio da rua!

3ª parada: TNATURE
Essa foi uma surpresa super agradável que surgiu no meu caminho. <3 Virei na rue de l’Abbé Grégoire atrás de uma lojinha de cupcakes com chá, que estava… FECHADA! Superei minha decepção e continuei caminhando. Duas lojas depois – enorme “coincidência” – passei na frente a uma lojinha de chás! Era a TNature.
13 TNature Bules
Era uma loja incrível e cheeeeeinha de chás do mundo inteiro. Fui atendida pela queridíssima Vanessa Domenichini, uma italiana que trabalha nessa loja desde 2001. Ela passou mais de uma hora me fazendo provar chás, sentir o aroma de chás e me contando a história de muitos deles. Escrevi um post gigantão sobre essa loja, esses chás e a Vanessa aqui.
14 TNature Potes Cha15 TNature Caixa importada
Resumindo, essa loja era da marca “Le Palais de Thé”, mas deixaram de ser e agora têm sua própria linha de produtos importados. Aí, você pode comprar chás do mundo inteiro de €4,50 a €40/100g! Vale a pena a visita para comprar chás excelentes e ter um logo bate-papo com a Vanessa!
16 TNature The aux trois fleurs

Esse foi o chá gelado que a Vanessa serviu ao me receber na loja! “Thé aux trois fleurs”, que significa Chá de Três Flores. As flores eram jasmim, flor de laranjeira e rosa vermelha. Um sabor delicioso. Docinho, docinho, refrescante. Apesar de ser um chá frio, tinha muito aroma! Claro, com essas três flores cheirosíssimas! <3

17 TNature Tai ping

Esse é o Tai Ping Hou Kui, que é o chá dos macacos. Conta a lenda que esse chá, da província de Annui, na China, era colhido por macacos. Isso porque crescia no alto de uma montanha muito difícil de subir. Por isso, os chineses adestravam os macacos para pegar as folhas. Não duvido! Independente da lenda ser verdade ou não, o chá era maravilhoso. Ohhhhh myyyy Gooood! Um cheiro incrível, fresco até não poder mais! Mas claro, esse que provei é da colheita da primavera. O sabor era tão maravilhoso e equilibrado que me deu até frio na barriga. Suave, fresco, leve, levemente azedinho, pouco adstringente.

18 TNature Fleurs de bleuet

Esse é o Les Monts Bleus, ou Montes Azuis.É um chá preto da China aromatizado na Europa. Leva mel, lavanda, ruibarbo, morango e pétalas de centáurea azul. Um chá bem docinho e frutado, com aroma de flores. 

4ª parada: ARTHÉBIO (39, Rue Du Cherche-Midi)
Mais uma lojinha fofa de chás que encontrei “por acaso”. Na Arthébio, eles trabalham apenas com produtos orgânicos. Isso é muito bacana! A verdade é que um chá orgânico é muito mais saudável que um chá cultivado com agrotóxicos. Mas, infelizmente, essa ainda é a realidade de poucos produtores de chá. Se você está na onda do orgânico, vale conferir! ☺
19 Arthe Estante20 Arthe Pourquoi

 “Como o chá nunca foi lavado durante seu processo de fabricação, a escolha de chás orgânicos se faz necessária. Dessa forma, você aproveita os benefícios naturais do chá (pu-erh, chá verde…), sem alteração de suas propriedades. Você toma chá sem “aditivos” e se beneficia unicamente de suas próprias virtudes.”

Aqui eles não servem chá, apenas vendem. Por isso, não pude provar nenhum de seus chás orgânicos! Não comprei chás! Viajante na estrada tem que manter a mochila leve. E esse era apenas o começo da minha jornada pelo mundo em busca de chás.
21 Arthe mugs
5ª parada: LA PÂTISSERIE DES RÊVES (93, Rue du Bac)
Que lugar mais lindinho! Amei a disposição das tortas pela loja, e o visual super moderno, com domas de vidro vindo do teto para cobrir cada docinho. Vitrines individuais causam ainda mais fascinação por cada doce.
23 PdesReves Vitrines
Mas, eu fui direto ao ponto: tinha lido que a La Pâtisserie dês Rêves (que, em português, significa A Confeitaria dos Sonhos) tem a melhor tarte au citron (torta de limão) de Paris. Fui com fome ao pote. Comprei a minha, to go (sem lugar pra sentar aqui, babes), e segui meu caminho do chá. <3
24 PdesReves Tarte au citron
Comi minha tortinha super deli enquanto caminhava. Primeira impressão: o beijo doce que dei na pâte sucrée perfeitamente equilibrada. Crocantinha no ponto, docinha no ponto. A segunda impressão veio com o bigode de merengue que eu fiquei. E que merengue! Consistência perfeita, 100% liso, bem aeradinho, como deve ser. A impressão de estar comendo uma nuvem. Fechei os olhos para curtir minha nuvem. E, de repente, acordei com o azedinho-doce perfeito desse recheio incrível. A consistência também bem lisa e cremosa. Equilíbrio acertadíssimo. Torta perfeita. É mesmo a Pâtisserie des Rêves (A Confeitaria dos Sonhos). <3
25 PdesReves Close Tarte au citron

The perfect lemon pie! <3

6ª parada : PYLONES (98 Rue du Bac)
Mais uma surpresinha que encontrei no meu caminho! Essa lojinha tem tudo o que é tipo de utilidades que, além de serem muito úteis (hehe) são também lindíssimas.
26 Pylones loja
Mas me chamou a atenção porque tem diversos utensílindos de cozinha e diversos tipos de canecas e infusores de chá. O preço é meio salgadinnho. Mas, se eu ganhasse na loteria, rapava a loja inteirinha. Nada para degustar aqui. Bom, degustação visual, vai! ☺
infusores-cha-paris-ickfd
7ª parada : BUBBLE NOVA (21, Rue Saint Jacques)
Bubble Tea virou febre na Europa. No Brasil, ainda está começando. E vocês logo logo vão poder provar essa deliciosa e refrescante bebida na Caminho do Chá! No final dessa mesma viagem de pesquisa de chás, fui até Taiwan e visitei a casa de chá que inventou essa bebida. Aprendi a receita e logo começo a servir na casa de chá da Caminho do Chá! 😉
30 Bubble Tea

Eis que lhes apresento: Bubble Tea! Essas bolinhas pretas são as bubbles, também conhecidas como tapioca pearls. São pérolas de tapioca! <3

34 Bubble Nova Detalhe Copo
Pra resumir, bubble tea é uma bebida gelada à base de chá (pode ser preto, verde ou outros), xarope de fruta (os da Caminho do Chá são naturais) e bubbles! As bubbles, também conhecidas como tapioca pearls, ou pérolas de tapioca, são bolinhas redondas, menores que bolinhas de gude, com consistência de gelatina, mas mais chewy. Essas bolinhas são colocadas dentro da mistura de chá gelado e xarope de fruta. Então, você usa um canudo bem grosso, desses de milk-shake, pra sair pela rua passeando com seu bubble tea na mão. Tá em alta! 😀
32 Bubble Nova Quadro

Na Bubble Nova, tinha todas essas opções de sabor. Que delícia! Refrescaaaante! Agora, sim, um chá gelado pra ornar com os 40ºC de Paris em agosto! Hehe

Paris está cheinha de lojinhas de bubble tea por suas lindas ruas! As lojinhas são sempre bem pequenininhas, quase sempre com apenas um balcão. Essa tinha um barzinho com bancos altos para sentar e apreciar seu bubble tea. Mas eu peguei o meu e saí feliz, pelas ruas de Paris, caminhando e dancing with myself. <3
31 Bubble Nova33 Bubble Nova Ilustrinhas

Aqui, servem de forma bem tradicional, que nem na Ásia. Eles usam uma maquininha seladora para selar esse plástico com desenhinhos de Taiwan. Depois, colocam o copo selado em uma outra maquininha que chacoalha a mistura. É bem assim na Ásia também! 😀

8ª parada: THE TEA CADDY (14, Rue Saint Julien Le Pauvre)
A notinha que guardei dessa fofíssima casa de chá marca 18:37. Essa foi o horário que eu almocei, ALMOCEI!
35 Tea Caddy Quadro
Quando tracei meu itinerário, achei que a maioria das casas de chá e pâtisseries teriam um lugarzinho pra sentar, comer, dar uma relaxada. Mas, não. A maioria tem só o comptoir (balcão). Prepare as pernocas! Comi a maioria dos doces caminhando de um lugar pro outro! Mas, enfim, cheguei no The Tea Caddy, sentei nas mesinhas da calçada e comi uma deliciosa torta salgada de abobrinha e queijo, feita com massa filo, acompanhando saladinha e uma água Perrier (phyna). Bom gostosinha a torta! Leve e nutritiva! E eu, que ando em uma onda em que quase não consigo comer carne (não por opção, meu corpo não tem mais muita vontade!) adoro quando encontro opções deliciosas e sem carne. Afinal, pra uma comida ser gostosa não precisa ter, né! ☺
36 Tea Caddy Almoco

Pedi a torta salgada do dia que, nesse dia, era de abobrinha e queijo. Yummy! Acompanhando uma aguinha Perrier que tomei em quase um gole só!

37 Tea Caddy Mesinhas38 Tea Caddy Janelas e Praca
De sobremesa, tomei um chazinho! Pedi um chá “Bonne Humeur”, que significa Bom Humor. Acho que com tanto cansaço, eu tava precisando! Hehe É um chá da marca La Maison dês Trois Thés. É feito com chá verde com casquinhas de laranja e pétalas de rosa, de calêndula e de centáurea azul. Suuuuper docinho, delicado e gostosinho. Fui embora de bom humor!
39 Tea Caddy Cha

Joguinho de chá mais fofo! Aqui, eles não usam infusor, mas colocam todo o chá no bule e levam uma peneirinha chic pra você peneirar seu chazinho!

Bom, esse foi o meu primeiro dia. Mas, confesso que foi bem exaustivo! E isso que minha bateria é que nem de coelhinho da Duracell! Então, se quiser ir num ritmo mais tranquilo, você pode escolher alguns dos locais, ou dividir esse itinerário em dois dias. ☺
No próximo post com itinerários, vou contar sobre meu segundo dia desse itinerário gourmet em Paris! No segundo dia, fiquei no bairro Le Marais, comi falafel, macarron, Misty Island (o melhor doce que já comi na minha vida, sério) e tomei muito mais chá! Beijos e espero vocês no próximo post! Beijos e muito chá!

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.